Norueguesa Flyr declara falência e encerra todas as suas operações

siga o ONTIME no Instagram: @ontime.av

Foto: Oslplanespotting

A norueguesa Flyr declarou ontem (31) falência e suspendeu todos os seus voos. Essa é a segunda companhia aérea europeia a encerrar suas atividades em um período de 5 dias, visto que a britânica Flybe paralisou suas operações no último dia 28.

“É um dia triste. Nós tentamos. Demos tudo o que tínhamos de energia, conhecimento e experiência, mas isso, infelizmente, não foi suficiente”.

Erik Braathen, fundador da flyr

Baseada em Oslo, capital da Noruega, a companhia era uma startup no mercado aéreo europeu e foi fundada em 2020. Com uma frota nova, composta por doze unidades do Boeing 737 MAX 8, a Flyr atendia diversos destinos na Europa, como Geneva, Alicante, Milão, Berlim, Bergen, Salzburg, entre outros. Ao longo do ano de 2022, a empresa transportou 1.6 milhões de passageiros, com uma ocupação média de 74% em seus voos.

Em um recente comunicado, a Flyr informou que estava com dificuldades para encontrar investidores que permitissem a continuidade da companhia aérea. Sem conseguir encontrar novas formas de financiamento, optou-se por encerrar as operações da empresa.

O último voo aconteceu no dia 30 de janeiro e foi operado pelo Boeing 737 MAX 8 de matrícula LN-FGG, que pousou no aeroporto de Oslo às 20:23 (local), procedente das Ilhas Canárias.

Fábio Passalacqua

Fábio Passalacqua

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *