LATAM seleciona motores Pratt & Whitney para equipar aeronaves da família A320neo

A Pratt & Whitney, uma empresa da Raytheon Technologies, anunciou hoje que a LATAM Airlines selecionou motores GTF para equipar aeronaves adicionais da família A320neo, acrescentando ao seu pedido inicial a seleção de motores GTF para equipar mais de 40 aeronaves em 2013. Combinado com as opções restantes, o negócio totalizará até 146 aeronaves. 

A Pratt & Whitney também fornecerá à companhia aérea a manutenção do motor por meio de um contrato de serviço abrangente EngineWise® de longo prazo.

“Na LATAM, estamos comprometidos não apenas em conectar a América do Sul ao mundo, mas também em cuidar do meio ambiente e reduzir nossa pegada de carbono. Temos orgulho de fortalecer nossa parceria com a Pratt & Whitney para alimentar nossa família A320neo, que nos permitirá para isso, pois esperamos aumentar essa frota para mais de 100 unidades nos próximos anos”, disse Roberto Alvo, CEO do LATAM Airlines Group.

Com sede em Santiago, Chile, a LATAM é o principal grupo aéreo da América Latina, com presença no Brasil, Chile, Colômbia, Equador e Peru, além de operações internacionais na América Latina e Europa, Oceania, Estados Unidos e Caribe. A LATAM foi a primeira companhia aérea das Américas a operar a aeronave Airbus A320neo. Atualmente, a LATAM opera mais de 80 Airbus A320ceo com motor V2500 e 16 aeronaves da família Airbus A320neo com motor GTF.

“Nosso relacionamento com a LATAM, incluindo sua predecessora LAN Airlines, remonta a mais de sete décadas com o motor Twin Wasp em aeronaves Douglas DC-3”, disse Rick Deurloo, presidente de Motores Comerciais da Pratt & Whitney. “Os motores GTF já estão oferecendo benefícios econômicos e de sustentabilidade excepcionais para a LATAM e esperamos oferecer ainda mais valor nos próximos anos.”

O motor Pratt & Whitney GTF, com nacele e acessórios Collins Aerospace, oferece a maior eficiência de combustível e as menores emissões de gases de efeito estufa para a família Airbus A320neo. As aeronaves movidas a GTF reduzem o consumo de combustível e as emissões de CO 2 em 16% a 20%, as emissões de NOx em até 50% e a emissão de ruído em até 75%.

Certificado para operação com 50% de combustível de aviação sustentável (SAF) e testado com sucesso em 100 % Os motores SAF e GTF estão prontos para permitir reduções adicionais na pegada de carbono, o que ajudará a indústria da aviação a atingir sua meta de emissões líquidas zero até 2050, a base para tecnologias de propulsão ainda mais eficientes e sustentáveis ​​nas próximas décadas, com avanços como o Pratt & Mecanismo Whitney GTF Advantage e além.

*Com informações da Pratt & Whitney

Guilherme Dotto

Guilherme Dotto

Amante da aviação desde pequeno, nascido em Ribeirão Preto, spotter e viajante desse mundão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *