Conheça os únicos quatro ATR 42 em operação no Brasil

O ATR 42 é um turboélice regional produzido pela fabricante franco-italiana ATR, com montagem final em Toulouse, na França.

No ano de 1981, a aeronave foi lançada pela fabricante, como uma joint venture entre a francesa Aérospatiale, agora Airbus, e a Aeroitalia, agora Leonardo.

A aeronave de asa alta é alimentada por dois motores da Pratt & Whitney Canada e tem capacidade para transportar até 52 passageiros.

ATR 42s em operação no Brasil

O ATR42 já foi uma aeronave bastante popular aqui no Brasil e voou nas cores da Pantanal, TRIP Linhas Aéreas, Azul Linhas Aéreas e outras empresas. Atualmente apenas quatro “pequenos” ATRs estão ativos em território brasileiros e pertencem a três diferentes empresas.

No país, o mesmo foi certificado pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) para transportar 48 passageiros e é operado por uma tripulação composta por dois pilotos e dois comissários, de maneira similar a um voo em um ATR 72, versão maior do turboélice.

OMNI Táxi Aéreo

A OMNI Táxi Aéreo, fundada no ano 2000, é uma companhia que atende as maiores empresas do setor petrolífero e conta com aeronaves para o transporte aéreo offshore e onshore em todo o território brasileiro, além transporte de carga externa e também serviços aeromédicos.

Em 2018, a empresa recebeu seu único ATR 42-500. Matriculado como PR-OHS, o turboélice tem 25 anos de idade e começou sua carreira na Air Mauritius, em 1997. Antes de vir voar no Brasil, este ATR ainda voou nas Ilhas Fiji e posteriormente nas Filipinas.

O mesmo conta com reforço acústico da cabine de passageiros, aumentando o conforto da viagem, e é capaz de operar em pistas menores, possibilitando a interligação direta entre aeroportos de grande e médio portes, aumentando a área de cobertura das operações da Omni Táxi Aéreo.

Mesmo focado no transporte de funcionários ligados as operações petrolíferas, o PR-OHS já realizou voos comerciais pelo Brasil em algumas ocasiões, como por exemplo quando foi arrendado pela VoePass em 2019 ou também quando a aeronave foi contratada para operar os “Voos da Fé”, que tinham o intuito de levar turistas até destinos religiosos do Vale do Paraíba, como os Santuários de Aparecida, Frei Galvão e Canção Nova. Foram operados alguns “Voos da Fé” e o ATR realizava estas operações a partir do Aeroporto de São José Dos Campos.

TOTAL Linhas Aéreas

A TOTAL Linhas Aéreas, empresa fundada em 1988, é uma das poucas operadoras do ATR 42 no Brasil.

A aeronave, que também é de versão -500, possui 26.3 anos de idade e matrícula PR-TTK. Ele fica baseado em Manaus e ficou fora de operação por um período, tendo sido visto recentemente realizando voos testes.

O turboélice era anteriormente utilizado em fretamentos, a maioria deles pela Petrobras. A TOTAL levava os colaboradores da empresa de Manaus, Coari e Carauari para Porto Urucu, onde a estatal realiza extração de petróleo e gás.

Essa operação, realizada em plena Floresta Amazônica, é altamente dedicada e requer uma logística que garanta alto padrão nos serviços prestados.

Com o PR-TTK voltando à atividade, não se sabe ainda se ele votará a operar os fretamentos ou se ficará dedicado a voos regulares, visto que a empresa disse ter interesse em retomar ao mercado aéreo com operações comerciais.

Além de participar do PEO-TRAM (Programa de Excelência nas Operações Aéreas e Marítimas) desenvolvido pela Petrobras, a TOTAL possui infraestrutura adequada, com hangar próprio, montada para melhor atender as demandas desse importante cliente.

VOEPASS Linhas Aéreas

A VOEPASS Linhas Aéreas, companhia aérea mais antiga em operação no Brasil, é a maior operadora do ATR 42 no país, com duas unidades do modelo operacionais.

Assim como os outros ATR 42s em operação no país, os turboélices da companhia ribeirão-pretana também são de versão -500 e estão configurados para transportar até 48 passageiros.

O PR-PDP, que possui 22.8 anos de idade, chegou ao Brasil em dezembro de 2019. Ele foi o primeiro ATR 42 a ser entregue à VOEPASS e recebeu o nome de batismo “Uirapuru”.

Já o PR-PDS, de 24.2 anos de idade, foi entregue em março de 2020 à companhia. Diferente da primeira aeronave, o segundo ATR não recebeu um nome de batismo.

Ambos geralmente ficam baseados em Manaus, cumprindo as rotas da companhia para diversas cidades no interior do Amazonas e também do Pará. Nós inclusive voamos com o PR-PDS entre Manaus e Parintins e o Flight Report está disponível aqui no ONTIME, confira:

Você já voou em um ATR42 no Brasil? Conte para nós!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *