Icelandair escolhe aeronaves da Airbus para substituir seus atuais Boeing 757

siga o ONTIME no Instagram: @ontime.av

Foto de Ralf Roletschek via Wikimedia Commons

A Icelandair e a Airbus assinaram um memorando para a compra de 13 aeronaves Airbus A321XLR com direitos de compra para mais 12 aeronaves.

As entregas de aeronaves começarão em 2029. A Icelandair, no entanto, planeja começar a operar aeronaves Airbus em 2025 e está atualmente em fase avançada de negociações em relação a quatro Airbus A321LR alugados para esse fim. Outras adições podem ser esperadas nos anos seguintes. Com a aquisição da aeronave Airbus, a Icelandair concluirá a substituição do Boeing 757.

O preço de compra acordado das 13 aeronaves é confidencial. O financiamento da aeronave ainda não foi determinado, mas a companhia explorará opções de financiamento mais próximas das datas de entrega.

As aeronaves A321XLR e A321LR fazem parte da família Airbus A320neo de aeronaves de corpo estreito que oferecem excelente alcance, eficiência de combustível e menores emissões de carbono.

A implementação da aeronave reduzirá os custos operacionais, apoiará ainda mais as metas de sustentabilidade da Icelandair e oferecerá uma experiência excepcional ao cliente por meio do design da aeronave e dos recursos exclusivos. A aeronave tem cerca de 190 assentos no layout da Icelandair.

Em comparação, a aeronave Boeing 757-200 tem 183, enquanto o 737 MAX 8 e o 737 MAX 9 têm uma capacidade de passageiros de 160 e 178, respectivamente.

A aeronave A321XLR tem um alcance de até 4.700 milhas náuticas (8.700 km), permitindo que a Icelandair a opere em seus destinos de longo alcance com oportunidades de entrar em novos mercados. A aeronave A321LR tem um alcance de até 4.000 milhas náuticas (7.400 km) e, portanto, poderá atender a atual rede de rotas da Icelandair.

As aeronaves Boeing 757,767 e 737 MAX continuarão a ser importantes para as operações da Icelandair nos próximos anos. A Icelandair tem um relacionamento bem-sucedido com a Boeing há décadas e a aeronave tem sido a chave para o sucesso da Icelandair no passado. Até 2025, a Icelandair continuará a operar uma frota completa de Boeing, mas após as primeiras entregas da Airbus, a Empresa operará uma frota mista de aeronaves Airbus e Boeing.

Bogi Nils Bogason, Presidente e CEO da Icelandair disse: “Estamos felizes em anunciar que agora chegamos a uma conclusão sobre a futura frota da Icelandair. Decidimos que as aeronaves Airbus capazes e eficientes em termos de combustível, A321XLR e A321LR, se tornarão os sucessores do Boeing 757 que estamos gradualmente aposentando. O Boeing 757 tem sido a pedra angular das operações da Icelandair desde 1990. Suas capacidades únicas sustentaram o desenvolvimento bem-sucedido de nossa extensa rede de rotas e hub transatlântico competitivo, aproveitando a localização geográfica única da Islândia para conectar a América do Norte e a Europa através da Islândia. A excelente aeronave Airbus não só nos permitirá desenvolver ainda mais nosso modelo de negócios comprovado em torno de voos transatlânticos, mas também abrirá oportunidades para o crescimento futuro, entrando em novos e excitantes mercados.”

*Com informações da Icelandair

Guilherme Dotto

Guilherme Dotto

Amante da aviação desde pequeno, nascido em Ribeirão Preto, spotter e viajante desse mundão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *