Até 1000 voos da KLM serão cancelados durante o verão europeu

Até o dia 28 de agosto de 2022, a KLM, empresa aérea dos Países Baixos fundada no ano de 1919, sendo a mais antiga companhia aérea comercial ainda em atividade nos dias de hoje, irá cancelar entre 10 e 20 voos para destinos europeus diariamente, medida tomada devido aos problemas nos principais aeroportos do continente.

Tanto os voos da KLM quanto os de sua subsidiária KLM Cityhopper contarão com fortes restrições na venda dos assentos disponíveis, o que liberará espaço para passageiros que precisarão ser reacomodados de voos cancelados.

A decisão irá complementar a atual restrição de vendas com o objetivo de acomodar passageiros que tiveram que ter seus voos remarcados por conta das longas filas em Schiphol, aeroporto localizado em Amsterdam, e das restrições impostas quanto ao número de passageiros embarcando localmente impostas pelo aeroporto.

“A pressão de trabalho no aeroporto é atualmente implacável, já que Schiphol e KLM enfrentam escassez de funcionários. As medidas da KLM visam restaurar a estabilidade operacional, aliviando assim a pressão sobre os funcionários de Schiphol e KLM”, disse a KLM em nota.

Passageiros da KLM que não puderem voar serão informados previamente e realocados em outros voos. Na maior parte dos casos, os voos sairão no mesmo dia ou o mais próximo possível da reserva original. Viajantes não terão que entrar em contato com a companhia para tal procedimento, sendo informados pela KLM ou pelo agente de viagem.

A KLM afirma que as medidas são temporárias e informa também que está confiante, e que com essas medidas, garantirá uma boa operação de voos de entrada e saída nas próximas semanas.

Guilherme Dotto

Guilherme Dotto

Amante da aviação desde pequeno, nascido em Ribeirão Preto, spotter e viajante desse mundão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *