VOEPASS se despede de ATR 72-600 que inaugurou suas operações em Congonhas

Na madrugada desta sexta-feira (8), a VOEPASS Linhas Aéreas, companhia aérea mais antiga em operação no Brasil, se despede de outro ATRs 72-600.

Com o número de série 1069, o ATR de 9.5 anos de idade recebeu no país a matrícula PR-PDL, e já na companhia ribeirão-pretana, foi batizado como Bem-te-vi, mesmo nome dado ao ATR 72-600 (PR-PDA) em 2012.

Ao ser entregue à VOEPASS em outubro de 2019, o mesmo foi reconfigurado para 70 assentos, sendo adicionados 10 comparando com sua chegada ao Brasil e também recebeu as cores de seu novo operador.

Ainda em 2019, no final de outubro, o PR-PDL foi o responsável pelo início das operações da companhia no Aeroporto de Congonhas (CGH), localizado no coração da cidade de São Paulo. O mesmo foi a primeira aeronave a possuir a nova identidade visual da empresa, levando o VOEPASS no lugar do nome Passaredo.

Foto feita no dia do voo inaugural da VOEPASS para Congonhas

Rota que será feita até a Europa

O bimotor turboélice partiu por volta de 00:35 de Ribeirão Preto (RAO), cidade no interior de São Paulo onde está localizada a sede da companhia, rumo a Natal (NAT), onde serão feitos todos os trâmites para a saída da aeronave do país.

Após a conclusão todos os processos necessários, o ATR partiu para Espargos (SID), Cabo Verde, onde fará uma parada técnica. De Espargos, o mesmo segue para Lanzarote (ACE), na Espanha, onde fará mais uma escala técnica.

Após deixar a ilha espanhola, o turboélice fará um voo direto até a França, pousando no Aeroporto Dinard–Pleurtuit–Saint-Malo (DNR).

Por onde o ATR já voou

Após sua fabricação em meados de 2012, o ATR 72-600 foi entregue à Villa Air, companhia aérea das Maldivas, onde voou até 2015.

Em novembro de 2016, o turboélice iniciou suas operações pela FMI Air, onde voou por menos de 2 anos. Já em 2019, chegou no Brasil, sendo assim entregue à VOEPASS. Voltando à Europa, o mesmo ficará a disposição de seu lessor.

Guilherme Dotto

Guilherme Dotto

Amante da aviação desde pequeno, nascido em Ribeirão Preto, spotter e viajante desse mundão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *