Veja quais companhias aéreas brasileiras já operaram o ATR 72-200

siga o ONTIME no Instagram: @ontime.av

O ATR é um dos turboélices de maior sucesso e está presente na frota de diversas empresas aéreas ao redor de todo mundo.

No Brasil, é a aeronave regional mais popular em operação, com unidades do ATR 42-500, ATR 72-500 e ATR 72-600 em constante atividade diariamente.

Em especial, uma das versões do ATR 72 já foi muito utilizada em nosso país: o ATR 72-200.

O modelo citado anteriormente foi a segunda versão do turboélice ATR 72 produzida pela fabricante europeia de aeronaves regionais. O mesmo deu continuidade ao ATR-72-100, protótipo usado somente para voos de testes.

O bimotor ATR 72-200 também foi a primeira versão do ATR 72 disponibilizada para vendas.

O turboélice franco-italiano é utilizado, em sua maioria, para voos de menor distância, atendendo aeroportos com menor infraestrutura.

Veja quais foram os operadores do ATR 72-200 no Brasil

TOTAL Linhas Aéreas

Foto de João Henrique Moraes de Oliveira

A TOTAL Linhas Aéreas foi a primeira a receber o ATR 72-200 em nosso país.

No ano de 2005, a empresa recebeu seus dois primeiros e únicos ATR 72, os primeiros da versão no Brasil.

Os turboélice de matrícula PR-TTI e PR-TTJ voaram pela TOTAL até 2008, ano em que foram incorporados pela TRIP.

TRIP Linhas Aéreas

Foto de Alex Sandro Barbosa

Durante toda a sua atuação, a TRIP operou com quatro unidades do ATR 72-200, sendo duas delas oriundas da TOTAL.

As aeronaves seguiram em operação até 2011, quando começaram a ser incorporadas pela Azul Linhas Aéreas.

O PP-PTH e o PP-PTK, dois dos quatro turboélices de geração -200 da TRIP, logo tiveram suas matrículas alteradas para PR-AZX e PR-AZY, respectivamente.

Azul Linhas Aéreas

Foto: Azul

Na Azul, o ATR 72-200 foi um pouco mais utilizado. O PR-AZR foi o primeiro, sendo entregue em dezembro de 2010.

Em 2011, a companhia recebeu os ATR 72-200 restantes, sete unidades.

Todas elas foram responsáveis pela malha regional da companhia até a chegada de seus novos ATR 72-600 e dos ATR 72-500 já operados pela TRIP.

A retirada das aeronaves da malha da Azul ocorreu em 2012, com a primeira delas saindo em março e a última em novembro.

MAP Linhas Aéreas

A MAP Linhas Aéreas, empresa fundada em Manaus, também tem uma relativa participação quanto às operações dos ATRs no Brasil.

De seus quatro ATR 72, três eram de versão -200. Eles foram responsáveis pela importante ligação da capital amazonense às cidades do estado.

Seus dois primeiros ATR 72-200 foram entregues em 2013, e até hoje se encontram parados em Ribeirão Preto e Manaus.

Estas duas aeronaves, que ainda contam com as matrículas PR-MPZ e PR-MPY, também voaram na Azul como PR-AZS e PR-AZR, respectivamente.

O PR-STY foi entregue à MAP em setembro de 2014, ondr voou nas cores da Star Consultoria Aeronáutica. Em novembro de 2015, o mesmo passou a ser operado pela Flyways.

Flyways Linhas Aéreas

Foto de Henrique Soares via Airpleane Pictures

A Flyways foi uma companhia aérea fundada em Belo Horizonte que não teve uma vida longa.

De 2014 a 2017, a companhia operou apenas duas aeronaves ATR 72, o PR-STY, de versão -200 e o PR-TKN, de versão -500.

Com o fim das operações, ambas as aeronaves foram abandonadas e desmontadas.

Adicional: A Imetame também operou um ATR 72-200 para o transporte de seus funcionários. O PR-AZT operou pela empresa de 2012 a 2018, ano em que encerrou suas atividades e foi desmontado.

Guilherme Dotto

Guilherme Dotto

Amante da aviação desde pequeno, nascido em Ribeirão Preto, spotter e viajante desse mundão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *